Os perigos do dia a dia

Por Luiz Henrique

Esta é a última postagem original de 2016 do Rato de Casa. Faremos uma pausa de conteúdos originais neste fim de ano e retornaremos no final de janeiro. Nestas “férias”, continuaremos a escrever sobre nossas crianças, mas nada muito sério. Aproveitem as festas!

Tendo em mente o clima de descontração que surge nos finais de ano, resolvemos escrever sobre coisas que normalmente passam despercebidas, mas que podem ser perigosas a essas crianças levadas, se não prestarmos atenção.

Perigos dentro da gaiola

Sejam gaiolas temporárias, de passeio, ou definitivas, é importante observar alguns itens. Rodinhas de arame ou tela metálica são potencialmente perigosas. As com malhas finas nem tanto, mas os pequenos dedinhos de um rato podem ficar presos nela, enquanto seus companheiros tentam movimentar a roda. É possível que se quebrem. Com as de arame, o perigo é ainda maior. Uma pata pode ficar presa, podendo levar a uma fratura séria. Rodinhas lisas são mais seguras.

Muito cuidado deve ser tomado com pontas de arames dentro da gaiola. Ao fugir de um companheiro, durante uma brincadeira, pode ferir-se. Imagine se essa ponta pega no olho… Isso vale especialmente para as telas colocadas ao redor de gaiolas, enquanto os ratos são crianças. Verifique se não há espaços em que possam ficar entalados. Dobras de chapas metálicas também são comuns em gaiolas comerciais. Verifique se não há dobras cortantes ou pontas. Tudo isso pode machucar.

Outra questão das gaiolas metálicas é que, com o tempo, a exposição à urina, umidade e aos dentinhos afiados deles, elas vão enferrujar. Ferrugem nunca é bom para a saúde. Esta é uma vantagem das gaiolas de aramado. Como são modulares, podemos substituir apenas as peças que enferrujarem.

Perigos alimentares

Ratos são onívoros e confiam naquilo que oferecemos para comer. Não dê comidas fibrosas, como manga, ou pastas grossas, como miolo de pão. Eles podem engasgar. Para eles, é muito difícil de se livrar de algo entalado na garganta. Como não conseguem arrotar, bebidas gaseificadas são perigosas.

Mas um alerta importante é sobre comidas cruas. Alguns vegetais crus podem ser venenosos para ratos, como a batata, por exemplo. Com relação ao alimento de origem animal, o cuidado deve ser redobrado. Carne crua de procedência duvidosa pode conter parasitas. Ovo cru é proibido. Mesmo em granjas de boa reputação, existe a possibilidade do ovo estar contaminado com salmonelas. Salmonelose mata. É claro que, na natureza, ratos comem ovos crus. Mas temos que lembrar que lá sua expectativa de vida não é maior do que um ano. Além disso, como venho ressaltando em muitas publicações, ratos domésticos não devem ser tratados como selvagens. Eles não são ratos de rua, do mato ou de bueiro. São ratos de casa.

Outro problema, principalmente no verão, é a presença de insetos. É importante manter o local onde nossos amigos vivem, limpo e livre de insetos o máximo possível. O rato olha para aquele bichinho pequenino andando por ali e pensa: “inseto bonitinho! Será que é gostoso?” e vupt. O inseto virou refeição. Porém, insetos selvagens carregam doenças e podem infectar ratos.

Perigos ao passear

Em época de festas, quem não gosta de dar uma voltinha? Mesmo que seja só no jardim. Muito cuidado. Dentro de casa, uma fonte grande de acidentes são toalhinhas que cobrem superfícies lisas. O rato pula, tenta se agarrar na toalha e ela escorrega. Pode ser que ele tome um tombo que não espera, o que pode machucá-lo, ou pior, pode ser que algo pesado, que veio junto com a toalhinha, caia em cima dele. Isso pode ser fatal.

Ao passear pela casa, é essencial que não tenham acesso a fios elétricos. Eles adoram roer essas coisas. Ao roer um fio energizado, a corrente vai atravessar seu corpo todo, passando direto pelo coração. É pouco provável que ele sobreviva a algo assim.

Muita atenção a lugares ou materiais quentes, como fogões, panelas e ferros de passar roupas, vãos estreitos, buracos em sofás, motores, esteiras, bicicletas ergométricas, enfim. Mas sobretudo, cuidado com portas destravadas. Imagine o que pode acontecer ao seu bichinho se o vento bater a porta, enquanto ele tenta atravessá-la.

Pode parecer redundante dizer, mas venenos são perigosos. Venenos para baratas podem intoxicar ratos. Tenha em mente que boa parte dessas substâncias tóxicas é desenvolvida para afastar, inclusive, ratos. Ratos ainda são vistos como pragas, por muitas pessoas. Na classe dos venenos também estão os remédios e produtos de limpeza. Mantenha essas coisas longe do alcance das crianças.

Evite que passeiem em áreas abertas. Além dos perigos já mencionados do consumo de insetos selvagens, no jardim há caracóis, aranhas, abelhas, etc. São animais aos quais não estão acostumados. Na inocência de uma brincadeira, ou na tentativa de uma refeição, podem se machucar seriamente. Também há baratas. Baratas carregam doenças de ratos de rua e podem transmiti-las aos nossos bichinhos. E não é só isso. Cães e gatos de rua também carregam doenças sérias. Se o seu rato tiver contato com as fezes desses animais, pode ficar doente ou se tornar um vetor de doenças. Um bom exemplo é a toxoplasmose.

Perigos das visitas

Humanos não são animais tão limpos quanto ratos. Se receber visitas, seja chato. Quer brincar com o ratinho? Então vá lavar bem as mãos. Está com a roupa suja? Então, nada feito. Está gripado? Então pode ver o ratinho, bem de longe. Mais longe. Há um tipo de faringite, comum em humanos, que pode ser fatal a ratos. Nós carregamos várias doenças que podem ser perigosas a eles. Com bons hábitos de higiene, não há grandes problemas. Mas o corrimão de um ônibus é um antro de morbidades. Aquela bisnaguinha de álcool gel não custa tão caro assim, não é?

Neste post, tentei capturar todo o significado do espírito natalino. Espero que todos sobrevivamos a este natal com saúde, para retornarmos, no final de janeiro, com mais conteúdo original. Até lá, fiquem ligados nas nossas publicações mais descontraídas.

Boas festas.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em alimentação, habitat, higiene, saúde com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s